quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Jovens que brigaram de facão em Bacabal, falam com a imprensa



Francisco José Alves, de 18 anos, conhecido como “Coquinho”, e o menor de idade identificado como “Kaká”, que protagonizaram a briga de facão ocorrida na manhã da última segunda-feira (21) em plena via pública do bairro Pedro Brito, em Bacabal, resolveram falar contar suas versões para a motivação da confusão que foi registrada através de câmeras de aparelhos celulares.

Pelo menos uma das gravações repercutiu bastante nas redes sociais e, só no Facebook, na página do Blog do Sérgio Matias, foi assistida por mais de 21 mil vezes em menos de 48 horas.

No vídeo os dois armados de facão trocam agressões e só não houve coisa pior graças a intervenção de amigos e familiares.



O menor “Kaká”, de 17 anos, foi o primeiro a se pronunciar. Em entrevista exclusiva concedida ao repórter Romário Alves (TV Difusora) relatou que seu desafeto é traficante de drogas e estaria lhe ameaçando após ele se negar a ir comprar maconha para o mesmo.

A briga entre os dois não teria sido a primeira, mas essa de facão foi a mais agressiva. “Eu queria era arrancar a cabeça dele, o negócio é que a mulher dele me puxou, senão ele era finado. Para não morrer eu seria um criminoso”, disse o menor.

“Kaká” compareceu na Delegacia do 1º Distrito Policial para registrar boletim de ocorrência.

                              ("Coquinho"ficou ferido na cabeça e no braço)

Diante das acusações do menor, Francisco José, o “Coquinho”, também resolveu falar. Em sua defesa ele negou que seja traficante, mas confirmou que é usuário e pediu que o menor fosse comprar a droga.

O menor teria se recusado, porém, quis fumar junto com Francisco José que se negou a dividir a maconha. REVEJA O VÍDEO ABAIXO



FONTE - SERGIO MATIAS
Comentários
0 Comentários
COROATÁ NA TV. Tecnologia do Blogger.