Por Neto Ferreira - Nesta sexta-feira (01), a UPA de Estreito, interior do Maranhão, amanheceu de portas fechadas.
Segundo o aviso colocado na porta, as pessoas que procurarem atendimento na unidade hospitalar terão que se deslocar ao Hospital Municipal para serem atendidas.

Há alguns meses, o fechamento da UPA vem sendo denunciado pelos meio de comunicação e parlamentares, no intuito de sensibilizar o governador Flávio Dino a enviar recursos para a unidade.
No entanto, nada foi feito e a UPA fechou as portas, prejudicando, assim, centenas de pessoas.